Brasileiros mantêm a hegemonia no IRONMAN 70.3 Rio de Janeiro 2017

Brasileiros mantêm a hegemonia no IRONMAN 70.3 Rio de Janeiro 2017

Paulo Roberto Maciel da Silva e Pamella Oliveira venceram a prova no Recreio do Bandeirantes.

O triatlo nacional segue soberano no IRONMAN 70.3 Rio de Janeiro. Na edição 2017, realizada neste domingo (1), no Recreio dos Bandeirantes, o brasiliense Paulo Roberto Maciel da Silva e a capixaba Pamella Oliveira foram os vencedores, garantindo o país pelo terceiro ano consecutivo no topo do pódio. Luis completou os 1,9 km de natação, 90 km de ciclismo e 21.1 km de corrida, com largada e chegada na Praia da Macumba, no Pontal, com o tempo de 3h54min59seg, enquanto Pamella, que fez sua estreia na disputa, marcou 4h23min49seg. Os campeões garantiram pontos no ranking e US$ 5 mil pela vitória.

Pelo terceiro ano, o Rio de Janeiro recebeu uma das etapas do Circuito IRONMAN 70.3, reunindo feras da Elite e da Faixa Etária. Ao todo, cerca e 1500 atletas de 30 países participaram da etapa, que cresce a cada ano. Em jogo, pontos no ranking e uma premiação de 25 mil dólares motivaram a Elite, enquanto a Faixa Etária buscou uma das 30 vagas no Mundial da categoria em 2018, programado para a África do Sul.

Depois de um final de semana de tempo fechado e chuva, especialmente na véspera, o domingo ensolarado marcou a prova, com temperatura bastante elevada e boas brigas pela primeira colocação.

No masculino, a disputa foi acirrada desde o começo. Luiz Francisco Paiva Pereira, o Chicão, saiu na frente na natação e manteve a ponta até mais da metade de corrida. No km 17, Paulo Roberto Maciel, vice no ano passado, conseguiu passar o adversário e garantir a primeira vitória na competição. A segunda colocação foi de Flávio Queiroga, enquanto Chicão repetiu o terceiro lugar de 2016.

“Foi uma prova muito dura, pois na bike teve muito vento e acabou afetando na corrida, por conta do calor. Acabei sentindo um pouco na última volta, mas fui atrás do Chicão e quando pude consegui ultrapassar e garantir o primeiro lugar depois de bater na trave. A organização está de parabéns, pois proporcionou um evento perfeito”, destacou o campeão do IRONAMN 70.3 Rio de Janeiro, que esteve em todas a edições da prova no Rio de Janeiro.

Feminino

No feminino, a atleta olímpica Pamella Oliveira, que representou o país nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016, fez uma estreia perfeita na competição. Com um ritmo forte, ela manteve a ponta em todas a modalidades e comemorou sua primeira vitória em um IRONMAN 70.3 com bastante vantagem para as demais adversárias. A argentina Romina Palácio ficou com o segundo lugar, mesmo resultado no ano passado, com Mariana Borges, campeã de 2015, ficando com a terceira posição,

“Muito contente com esta primeira participação no IRONMAN 70.3. Fiz uma estratégia que deu certo, apesar do esforço na corrida sob um calor muito forte.  Tive de diminuir o ritmo  e manter a calma no final para poder chegar. Foquei um pouco para esta prova e estou feliz por ter conquistado esse resultado”, declarou a vencedora.

2017-10-16T14:01:03+00:00